Este site utiliza cookies que só se mantém até o utilizador sair do site; ao navegar aqui está a aceitar a utilização de cookies nessas condições.

041 - Esquadra na Baía

Baía de Lagos com navios da Royal Navy por volta de 1903 - Foto de: António Crisógono dos Santos


Baía de Lagos e esquadra naval britânica. A baía de Lagos foi frequentemente visitada pela Mediterranean Fleet da Royal Navy (activa entre c. 1665 e 1967) que aqui encontrava excelente porto de acolhimento, depois da sua base principal em La Valetta - Malta (1814 - c. 1935). Aqui se abasteciam de provisões e procediam a exercícios navais.

Destaque para a bandeira inglesa colocada ao lado de uma placa dizendo NAVAL CONTRACTOR, sobre a porta da pequena casa adjacente ao cais de Alcântara, e que servia de entreposto de abastecimento para a esquadra da Royal Navy.

Em 1903 e 1905 a esquadra esteve ancorada na nossa baía e neste último ano participou em exercícios navais conjuntos com unidades da Marinha de Guerra Portuguesa.

Devido à frequente presença das esquadras da Royal Navy (Mediterranean Fleet e Home Fleet), muitas memórias subsistem dessa interacção entre visitantes e residentes. E são vários os documentos que os atestam; desde as notícias publicadas na imprensa local até às actas de associações e da Câmara Municipal, que dão conta da realização de matinés dançantes em honra da oficialidade dos navios, organizadas nas associações recreativas da cidade, e das visitas de cortesia, recíprocas, entre os comandantes das unidades navais e as autoridades locais.

Em Lagos terá ocorrido o primeiro jogo de futebol disputado no Algarve segundo relatos da época que referem um “estranho e curioso jogo” disputado entre marinheiros ingleses, no areal do chamado aterro do cais. Decorria o ano de 1882.

A partir de 1903, um alvará régio autoriza à Royal Navy a realização de exercícios navais na baía de Lagos, e assim acontece em grande escala no ano de 1905 através de exercícios que envolveram duas esquadras inglesas, unidades da marinha de guerra portuguesa, e efectivos do exército português que operaram peças de artilharia a partir do Forte Ponta da Bandeira.

Na baía de Lagos chegaram a estar fundeados simultaneamente mais de 90 unidades da Royal Navy e se considerarmos que um cruzador como o nosso S. Gabriel era composto por uma tripulação de 250 homens, e ainda que nem todos os navios de uma esquadra tenham esta dimensão - mas como a RN possuía muitos navios com maior porte do que o exemplo -, será fácil perceber que armadas desta dimensão implicavam tripulações entre 10 a 15 mil homens.

Preferências de Linguagem

Tags Populares

Imagem aleatória

Ver mais Informação