Este site utiliza cookies que só se mantém até o utilizador sair do site; ao navegar aqui está a aceitar a utilização de cookies nessas condições.

043 - entrada para a cozinha

No rendilhado rochoso da Ponta da Piedade, inícios do séc. XX - Foto de: António Crisógono dos Santos

Da cidade até à Ponta da Piedade, várias praias interligadas por túneis escavados na rocha apresentam pequenas línguas de areia suave, oferecendo águas temperadas e cristalinas e protecção na sombra dos enormes rochedos. Aqui não se sente os ventos dominantes e pode-se saltitar de rocha em rocha apreciando as criaturas do mundo marinho que a baixa-mar deixa a descoberto. São as acolhedoras praias da Costa D’Oiro, com as suas areias douradas e tranquilas águas límpidas, encaixadas nesta porção da costa que recebe o nome da coloração das rochas de tons amarelos e avermelhados. Da Praia Formosa (vulgo, da Batata), passando pelas praias dos Homens, dos Estudantes, da Caldeira, do Pinhão, da Dona Ana, do Camilo, dos Pinheiros, e terminando na Praia Grande, cumpre-se o périplo por estas magníficas enseadas embutidas no rendilhado rochoso que testemunha a erosão do mar na massa rochosa do miocénico. Até ao promontório da Ponta da Piedade os visitantes encantam-se com as formas rochosas que os marítimos lacobrigenses cedo baptizaram com nomes sugestivos: “boneca”, “gigante”, “sapato”, “cozinha”. Aqui se podem admirar, recorrendo a um passeio de barco, pequenas enseadas de areias doiradas e impressionantes furnas e chaminés escavadas pelo mar.

Preferências de Linguagem

Tags Populares

Imagem aleatória

Ver mais Informação