Este site utiliza cookies que só se mantém até o utilizador sair do site; ao navegar aqui está a aceitar a utilização de cookies nessas condições.

Nicho oratório à entrada da cidade

Nicho/oratório “alminha” em São João, Ago. 2016 – Foto de: Francisco Castelo/CMLagos

Nos princípios do séc. XVII surgem em Portugal as “alminhas”. Nichos oratórios que vão surgindo junto à entrada das povoações, nas encruzilhadas de caminhos, na proximidade de pontes ou simplesmente na beira das estradas e onde o crente, residente ou viandante, roga pelas almas do Purgatório, esse lugar onde o fogo expurgava os pecados. Para daí saírem as almas precisavam de orações para ascender ao céu; e os vivos, orando, faziam a remissão dos pecados em vida através desses sufrágios às almas, evocando os santos e a Virgem para que intercedessem por elas. Como se pode ver pela data, abaixo do que devem ser as iniciais do encomendador do nicho, esta prática manteve-se arreigada entre os crentes até aos tempos actuais. Aliás, em Portugal a prática da prece pelas almas do Purgatório assume foros de singularidade pois não é conhecido em nenhum outro país da Europa o Culto da Encomendação das Almas.

Preferências de Linguagem

Tags Populares

Imagem aleatória

Ver mais Informação