Este site utiliza cookies que só se mantém até o utilizador sair do site; ao navegar aqui está a aceitar a utilização de cookies nessas condições.

Chaminé em Barão de São João

Chaminé de Barão de São João - Fotos de: Francisco Castelo/CMLagos, Jan.2003

É nas freguesias rurais, sobretudo em Barão de S. João, que podemos admirar algumas das mais belas chaminés tradicionais algarvias existentes no nosso concelho. Cilíndricas, hexagonais, quadradas ou rectangulares, decoradas com motivos variados, desde simples fendais ou cruzes até ao mais elaborado rendilhado; brancas da cal, com ou sem bordadura de azulão ou ocre, estes apêndices elevados são peças únicas de uma identidade cultural forjada desde há muitos séculos. As chaminés algarvias são um símbolo desta província e um testemunho da influência da presença árabe.
Manifestação dessa identidade cultural, mas também do orgulho do seu proprietário, e exemplo de arte popular executada com perícia e saber pelos pedreiros locais, as chaminés algarvias são, simultaneamente, peças decorativas e construções utilitárias.
Mas se no mundo rural e na aldeia sobressaem estas chaminés, na cidade é a industrial que marca presença indelével, qual gigantesco dedo apontado ao céu. Enquanto a chaminé da residência é albergue para as andorinhas, as chaminés das fábricas recebem inquilinos alados de maior porte. Desaparecidas as indústrias das conservas, do tijolo e da cortiça, restam estas imponentes estruturas construídas em tijolo cerâmico de cor avermelhada, agora habitadas por cegonhas que, anualmente, aí renovam a sua espécie.

Preferências de Linguagem

Tags Populares

Imagem aleatória

Ver mais Informação